Historia dos estabelecimentos scientificos: 1777-1826

Front Cover
Tip. da Academia real da sciencias, 1872 - Learned institutions and societies - 477 pages
1 Review
Reviews aren't verified, but Google checks for and removes fake content when it's identified

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Selected pages

Other editions - View all

Popular passages

Page 145 - ... em como votarão sobre o que se tratar naquella Congregação, pela pura e simples verdade, sem respeito algum mais que á do pessoal e certo merecimento dos informados, e que guardarão o mais inviolavel segredo (cuja observancia nesta parte tambem deverá jurar o Secretario), e tendo o mesmo Secretario lido uma relação de todos os Bachareis, que nesse anno se houverem formado, ou feito Actos grandes; antes de votarem decisivamente a respeito delles, conferirão na mesma Congregação sobre...
Page 376 - CR ordenando que os generos privativos da Junta da Administração da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro...
Page 259 - Academia em 1798, confessa-se louvávelmente que «a idade mais elegante da pure\a da nossa língua deve contar-se desde o ano de 1840 em que começaram a ler na Universidade de Coimbra os insignes mestres que El-Rei D. João III nela estabeleceu...
Page 307 - ... a prudencia com que cerrou a entrada do novo e ainda mal povoado reino a uma antiga instituição, que a piedade de um dos seus augustos predecessores havia...
Page 191 - Apontamentos para a historia civil, e litteraria de Portugal, colligidos dos manuscriptos assim nacionaes, como estrangeiros, que existem na Bibliotheca Real de Madrid, na do Escurial, e nas de alguns senhores e letrados da Corte de Madrid.
Page 119 - Por ventura (pergunta o douto academico) podem os usos caseiros ea lição dos livros excitar com a mesma força nossos sentidos, ou engravidar-nos a mente, como faz a intuição de mil objectos novos?
Page 35 - Sessões lhes pode aproveitar sem bons estudos elementares.» «X.— Como he grande a distancia que ha desde as observações e cálculos da natureza até á pratica dos agricultores, officiaes mechanicos e outros membros do Corpo Civil, que ou hão de executar os projectos da Academia ou dar informação das suas casuaes observações, que ás vezes...
Page 308 - Se não foi Vossa Majestade o primeiro Soberano, a quem lembrou transferir em circunstâncias críticas para a América Meridional o assento da Monarquia Portuguesa: se os Senhores Reis D. João IV., e D. José I., um aconselhado pelo P. António Vieira, eo outro pelo célebre D.
Page 329 - É esta, illustres académicos, a derradeira vez, sim a derradeira vez (com pezar o digo), que tenho a honra de ser o historiador de vossas tarefas...
Page 272 - Portugal; para a vindima; extracção e fomentação do mosto; conservação e bondade do vinho, e para a melhor reputação e vantagem d'este importante ramo do nosso commercio?

Bibliographic information