Page images
PDF
EPUB
[merged small][ocr errors][ocr errors]

D

Amos huma nova Edição, das Lyras de Q. Hořacio Flacco Poeta Latino e hum dos mais polidos Escritores do Seculo de Augusto., 0:qual com feliz engenho soube ferir na sua cithara todos os sans harmoniosos de Pindaro

de Alcéo de Sappho e de Anaereonte ;, que elle fez 'primeiro que nenhum outro resoar na Italia ; porque ouvir Horacio , be ouvir tor das as Musas e Graças da Lyra Grega.

Esta obra não necessita para seu abono de nossos elogios; porque havendo passado com inteira reputação e gloria pela leitura de todas as Nações cultas, e pela prova de dezoito Seculos, traz vinculado comsigo o sello da pública approvação , .com que foi coroada por Senhora da Lyrica Romana : e se ainda assim a quizes. semos exalçar, que louvor achariamos na eloquencia, que não viesse sempre estreito para ella ? Bastará pois dizer á estudiosa Mocidade Portugueza , para quem unicamente preparamos esta Edição , que ella achará nesta obra hum riquissimo thesouro de Latinidade , de Historia, de Eloquencia, e de Poesia ; e o que mais realça a sua Lyrica, e a faz preciosa aos homens grandes fundos e provizóes de Moral para uso da vida humana , em que elle poz cabedal immenso de doutrina

e se

>

[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

mostrou tão grande Filosofo, como Poeta ; sabendo unir entre si com maravilhosa consonancia a Filosofia e o Gosto, a Razão e o Sentimento. Por certo que se exceptuardes alguns dictames

, que

havia tomado da Es. cola de Chrysippo, e algumas Odes, e lugares de liberdade Gentilica , que mais são traducções de Poetas Gregos pelo commum , que Obras suas originaes; em tudo o mais lhe achareis sentenças proveitosas de mui sublime Filosofia , as quaes pela elegancia , viveza e energia, com que as escreve e pelo modo fino e artificioso com que as ensina, sem parecer que o faz , deleitão sobremaneira o entendimento e calão facilmente até o interior do coração do homem.

Vai primeiro o Texto original com a correcção e apuramento, que nos foi possivel ; porque o confrontámos com a lição dos antigos Escoliadores, e de algumas das primeiras Edições de suas obras ; e ao mesmo tempo com a leitura de Lambino, de Bentlei , de Cuningam, de Sanadon, e de Gesnero, que são os mais sabedores Criticos, que teve Horacio.

Entre as variantes, quando muito desvairávão, colhemos a que mais nos pareceo ter sahido da mão de Horacio ; outras vezes seguimos a leitura vulgar ; quando as emendas dos Criticos nos parecerão arremessadas , de que não deixa de haver alguns exemplos nos melhores.

Folgariamos muito de ter visto alguns antigos Mss. com que mais seguramente nos podessemos escudar nos partidos que tomamos; mas nem os houvemos á mão,

es

e

;

nem sabemos que os haja em Portugal; por donde nesta estreiteza fomos necessitados, no meio de muitas variações da letra do Poeta , a seguir a fé dos Criticos em tudo aquillo , que nos deixárão apontado dos Mss. de fóra.

Por esta causa fizemos ao Texto algumas poucas e pequenas notas puramente críticas , ou quando a importancia das variantes o pedia para assentarmos a leitura do Texto ; ou quando a escolha e preferencia , que démos a algumas dellas podia causar estranheza

novidade ou quando alfim convinha que assimo notassemos para resalva do sentido, não vulgar, em que tomámos o Texto na versão , que lhe pozemos. Sendo este o fim unico destas notas , esperamos que o Leitor prudente nos não peça conta do mais, que se podéra alli dizer, e se acha abundantemente nos Commentarios, donde fora muito facil trasladallo.

Na Orthografia, sem embargo da opinião de Cuningam, e de outros, e da moderna de Azara na magní. fica Edição de Parma, tomamos pela rota de Bentlei , que seguio a forma do Seculo de Augusto , tirada dos Marmores, das Medalhas, dos Pergaminhos, e dos mais antigos Codigos de Horacio ; fazendo na leitura deste Poeta o mesmo , que fizera Daniel Heinsio na do seu Virgilio, e outros mais nas Edições de antigos Classicos Latinos; e por tal razão escrevemos Volğus ; Divom , In: pius, Conpesco, Urguet , Lalsus, Volt, e outros deste genero ; e os Accusativos do plural terminados em is, quando o seu Genitivo acaba

mo Urbis,

iumi

ز

[ocr errors]

ou na

Auris , Omnis, em lugar de Urbes, Aures, Omnes, e outros mais, que attesta Bentlei de haver visto nos mais antigos Codigos das Obras do Poeta.

Com o Texto de Horacio entesta a Traducção', que : desejavamos bem fazer nas horas sobejas dos fóros de nossa Profissão; porque desta maneira tivessem os: Moços ante os olhos a hum mesmo tempo o Original e a Copia , e podessem assim mais facilmente entender a letra, e o espirito do Texto pela Traducção do Portuguez, Houvemo-nos, porém nisto de tal sorte

, que deixamos algumas Odes, e supprimimos alguns lugares de outras, em que a licença Pagãa , e a imitação ou traducção dos Gregos fez demasiarío Poeta , ou no assumpto , doutrina , ou na maneira :. imitando nesta parte o louva.. vel: exemplo de alguns de seus Editores , e comprindo

a honestidade de Christão' ;' e respeito devido aos Leitores, maiormente aos moços.

Na intelligencia do sentido lidámos pelo entender primeiro por si;' havendo, que Horacio era o melhor ins. terprete de si mesmo, feita a confrontação de seus lugares : depois pelos seus antigos Escoliadores Helenio , Acron , Porphyrio, e o Anonymo, que publicou Jacob Cruquio, e pelos modernos e doutissimos Commentadores Lambia no , Torrencia ou Vander Beken, Daciér, e Sanadon, nos quáės se assôma tudo o bom , que se pode saber da Lyrica de Horacio. 2 A Traducção he literal , indo, quanto nos foi.

i posa șivel; - palavra por palavra apôs. Horacio., repondo sem diminuição nem accrescimo as suas mesmas imagens, tros

com

و

« PreviousContinue »