Page images
PDF
EPUB
[merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][graphic][subsumed][merged small][merged small][merged small]
[merged small][ocr errors][merged small]

O Marquez de Pombal e as Reformas dos Estudos Menores (1915).
Os Arquivos da História de Portugal no Estrangeiro (1916).
Da importância dos documentos diplomáticos em História. Estudo sucinto

de alguns arquivos diplomáticos estrangeiros e nacionais (1917).
A Vida e' Obra Governativa do 1.o Marquês de Pombal. Plano e sumários

do 1° e 2.0 vol.s da publicação mandada efectuar pelo Governo da

República (1917).
As Causas «Ideais» da Conflagração e a função pedagógica das Acade-

· mias scientificas após a guerra (1918).
Gomes Freire na Russia (1918).
Da Importância das Colecções de Inéditos no progresso da historiografia

contemporânea. Introdução geral à Colecção de Inéditos da História

de Portugal publicada pelo Ministério de Instrução Pública (1919). O povo na história de Portugal. A Restauração de 1640. Como se perdeu

e se reconquistou a independência (1580-1668). (1919).
Academias e Universidades. Discurso pronunciado na sala do Senado da

Universidade de Coimbra (1919).
Prussianos de Ontem e Alemães de Hoje. As Impressões de um diplomata

Português na Côrte de Berlim (1789-1790). (1919).

NO PRELO (PRESTES A APARECER).

Gomes Freire e as virtudes da raça portuguesa. Discurso acompanhado

de muitas notas com documentos inéditos.

1

NO PRELO

A Intendência Geral da Polícia no tempo dos Franceses. (Invasão de
Junot).

EM PREPARAÇÃO

A REVOLUÇÃO DE 1820. Seus antecedentes. Obra comemorativa do 1.o cen

tenário dêsse acontecimento. As Sciências Históricas em Espanha. Ensaio da Bibliografia histórica

espanhola.

565192 - 176

PROÉMIO

O estudo que adiante segue é, sob o ponto de vista administrativo ou burocrático, o Relatório de alguns trabalhos por nós realisados e de algumas iniciativas tomadas quando as Bibliotecas e Arquivos do Estado fizeram parte do programa de serviços de Secretaría que então chefiávamos: a Repartição de Instrução Artística.

Mas, se tal trabalho não passasse dai não seria grande o seu interesse e a sua utilidade. Resolvemos, por isso, ampliar a seu âmbito; detalhar umas passagens e sintetisar outras; enfim, concretisar, documentar e analisar vários pontos rela-. vos à organização' e funcionamento dos nossos principais arquivos e bibliotecas.

Assim, o trabalho que despretenciosamente hoje apresentamos é um balanço - posto que sumário - da situação em que se encontram os nossos mais importantes depósitos de manuscritos e livros do Estado ou públicos.

Ao mesmo tempo que temos em vista dar conta ao país que nos paga, como seu funcionário de alguns serviços que desempenhámos no cargo que nos foi cometido como parece

« PreviousContinue »